Search
  • nádiamaria

Carta a uma menina que queria ser poeta


(...) Quando quiseres fazer um poema

a única coisa de que precisas

é sentir essa vontade e depois

- só depois -

decidires-te.


Um poema pode ter muitas formas:

pode ser feito com palavras

muito bonitas

ou muito engraçadas

muito bem escritas e alinhadas

numa linda folha de papel

mas também pode ser rabiscado

ou com figuras.


Pode ser a preto e branco

ou a cores

pode ser a tinta

a lápis

a esferográfica

a ponta de feltro

sobre papel

plástico

lousa

pedras

sei lá

até pode ser de areia

de pano

de folhas

pode ser só feito com a voz

falado

cantado

murmurado

dito

só dentro da cabeça da gente

ou então representado no palco

com gestos

caretas várias

aos saltos

cambalhotas

ou imovelmente.


Um poema pode ser tudo isso

pode ter essas formas todas

porque a poesia está

onde a soubermos encontrar

ou colocar.


A poesia é uma coisa que está

ou tem de estar

dentro de nós

e que nós

por isso

podemos projectar em tudo.


A poesia não é só uma arte

é um princípio

quer dizer

uma lei da nossa sensibilidade.

O que a poesia exige de nós

é só uma coisa:

liberdade

porque a liberdade

é a lei mais importante da criação

a lei mais importante da felicidade.


A poesia é um acto livre

tem de ser um acto livre.

Mas também é um jogo

um conjunto de regras

que a nós próprios impomos

para com elas praticarmos

um acto que nos torna felizes.


Todas as formas de arte

nascem dessa liberdade

dessa iniciativa

que nos leva a criar

coisas

casas

livros

palavras.


A poesia é para sermos felizes

e comunicarmos

essa felicidade.

Quando a poesia

trata de assuntos tristes

está a queixar-se

da falta de alegria

dos momentos infelizes do mundo

que não deixam criar

realidades belas

novas

generosas.


No entanto

quando um poeta cria

um poema

um objecto

uma coisa qualquer

nesse momento exacto

não pensa em nada disso:

vive simplesmente um impulso

a que ele se entrega

e depois entrega ao mundo.


Por isso

se tudo o que te apetece

é simplesmente

deitares-te no chão

e olhar o céu

podes crer

também isso é poesia

e basta.


__

Ana Hatherly

(Carta a uma menina que queria ser poeta) 

NadiamariaArt.

  • NMPhoto FB
  • NMPhoto Instagram

© 2023 by Nádia Maria 

@nadiamariaphoto

nadiamphoto@gmail.com

nmartprints@gmail.com