Search
  • nádiamaria

Poemas malditos




Não te machuque a minha ausência, meu Deus,

Quando eu não mais estiver na Terra

Onde agora canto amor e heresia

Outros hão de ferir e amar

Teu coração e corpo. Tuas bifrontes

Valias, mandarim e ovelha, soberba e timidez

Não temas.

Meus pares e outros homens

Te farão viver destas duas voragens:

Matança e amanhecer, sangue e poesia.

Chora por mim. Pela poeira que fui

Serei, e sou agora. Pelo esquecimento

Que virá de ti e dos amigos.

Pelas palavras que te deram vida

E hoje me dão morte. Punhal, cegueira

Sorri, meu Deus, por mim. De cedro

De mil abelhas tu és. Cavalo-d'água

Rondando o ego. Sorri. Te amei sonâmbula

Esdrúxula, mas te amei inteira.


__

Hilda Hilst (Poemas Malditos, Gozosos e Devotos)

NadiamariaArt.

  • NMPhoto FB
  • NMPhoto Instagram

© 2023 by Nádia Maria 

@nadiamariaphoto

nadiamphoto@gmail.com

nmartprints@gmail.com